Edição: 18/11/2019
CEO da Peugeot diz 207 brasileiro foi um erro que custou caro
Publicado em //

CEO da Peugeot diz 207 brasileiro foi um erro que custou caro

Em entrevista para a imprensa na Argentina, o CEO da Peugeot declarou que o 207 brasileiro foi um erro que custou caro para a marca.

Jean-Philippe Imparato, CEO da Peugeot, admitiu em uma entrevista que o 207 brasileiro foi um erro e que os danos custaram caro para a marca. O modelo foi lançado em 2008 com muita polêmica e não caiu no gosto dos brasileiros.

O projeto do 207 brasileiro era uma re-estilização do 207 europeu sob a carroceria do antigo 206. Foi uma mistura de peças de vários modelos para construí-lo, contudo, o resultado não foi como o esperado. O carro não ficou bem apresentável para o mercado e esse erro acabou custando caro.

Foram cometidos erros no produto que custaram muito caro. A renovação do 206 (Peugeot 207 Compact) não foi bem-sucedida. E como há um forte apelo emocional envolvido, isso deixou sua marca. Ele deixou seus rastros.

Jean-Philippe Imparato, CEO da Peugeot

O CEO também foi questionado sobre a aceitação do mercado em outros países sul-americanos, como Chile, Uruguai e Argentina.

A marca funciona muito bem na Argentina, no Chile e em toda a região andina. No México e Uruguai também funciona. Eu quero que o Brasil se junte a esses países também. É uma tarefa difícil, mas hoje temos uma equipe muito forte. Trabalharemos muito em veículos comerciais, que é um ativo muito forte no Brasil.

Jean-Philippe Imparato, CEO da Peugeot

E você, espera que a marca consiga se recolocar no mercado com bons olhos? Deixe sua opinião nos comentários.

Compartilhe essa publicação:

Comentários